Sem categoria

Tudo o que você precisa saber sobre a automação de TI

fevereiro 6, 2019
Tudo o que você precisa saber sobre a automação de TI
Tempo de leitura 6 min

A automação de TI é uma realidade que chegará a todos os negócios nos próximos anos. Portanto, a questão não é “se”, mas “quando” isso vai ocorrer. Quanto antes você começar, mais vantagem competitiva vai ter em relação aos concorrentes. O atraso pode significar a falência em um mercado cada vez mais globalizado e tecnológico.

Preparamos este post para os conceitos básicos e os benefícios das ferramentas de automação e o impacto que geram nas empresas. Continue a leitura e confira!

O que é a automação de TI?

Para facilitar o entendimento, vamos começar com um exemplo prático de um projeto desenvolvido na FábricaDS: toda vez que um projeto é iniciado em uma empresa de Telecom uma requisição é enviada para as áreas responsáveis. Isso era necessário para várias tarefas, como:

  • subir um servidor de desenvolvimento ou um servidor de homologação;
  • preparar o ambiente de produção;
  • criar um banco de dados;
  • preparar ambientes web;
  • estabelecimento de regras;
  • criação de usuários na rede etc.

Esses processos eram muito burocráticos, sendo que cada chamado levava em torno de sete dias para ser atendido. Contudo, depois da implementação de uma ferramenta de automação, quando o usuário entra no portal e faz a solicitação de abertura de um chamado, todas essas atividades são executadas automaticamente.

Desse modo, a equipe de tecnologia reduz as tarefas sob sua supervisão, ficando responsável apenas pelo monitoramento das execuções por meio de um painel de controle. Isso proporcionou uma agilidade incrível: o que levava sete dias para ser executado agora é resolvido em questão de horas, pois a automação utiliza comandos digitais para integrar as mais diversas ferramentas sem a necessidade de intervenção humana.

Como implementar a automação de TI?

Quando um cliente chega a uma fábrica de software, o primeiro passo é entender quais são os gargalos de produtividade das operações. Por exemplo, não adianta fazer a automação da criação de usuário se a criação de usuário não afeta em nada a organização. Desse modo, é essencial ter um roteiro para atender a todas as demandas do cliente, questionando-o a respeito de:

  • os principais problemas da empresa de acordo com a visão de todos os envolvidos, como diretores, gestores e colaboradores;
  • quais tarefas são as mais custosas e lentas;
  • qual o motivo de a empresa ter procurado uma fábrica de software naquele momento;
  • o volume de operações diárias.

Depois disso, é o momento de analisar a infraestrutura de TI do cliente:

  • se ele utiliza Windows ou Linux;
  • se ele utiliza produtos Red Hat;
  • se ele utiliza produtos VMware;
  • os softwares que ele utiliza etc.

A partir disso será o momento de definir quais soluções serão oferecidas, tendo em vista suas necessidades e como a automação vai conseguir atendê-las. O próximo passo é a execução. Em empresas confiáveis, você vai ter um analista de processos desenhando as tarefas a serem automatizadas. Tudo isso é feito de uma forma personalizada a fim de garantir que o design do processo atenderá às expectativas.

Dessa maneira, esse analista de negócio, com experiência em ferramentas digitais, vai passar esse desenho para o time técnico, que fica responsável por:

  • fazer a implementação completa;
  • fazer a criação de scripts;
  • realizar as ações de integração com outras ferramentas;
  • planejar e executar as liberações e permissões necessárias etc.

Depois de todo esse processo é o momento de fazer a homologação e a implementação.

Quais são os sinais de que chegou a hora de automatizar o TI?

Há três sinais muito importantes que indicam a necessidade da automação e você não pode ignorá-los, pois, caso contrário, correrá o risco de seu negócio perder a relevância para os clientes. São eles:

  • produtividade comprometida: sua empresa não está conseguindo executar as tarefas com a qualidade e/ou a agilidade ideais ou suas ferramentas atuais não conseguem acompanhar o crescimento da demanda;
  • custo elevado: se seu volume de operações está alto, ele também demanda mais pessoas para executar as operações. Assim, a automação se torna essencial para reduzir os custos com a contratação de mais funcionários;
  • momento adequado: é preciso entender se seu negócio está para automação, porque será preciso passar por uma mudança intensa. Então, é importante ter a aceitação da equipe e dos clientes, pois muitas atividades manuais serão extintas.

Quais são os benefícios?

Redução de custos para a empresa

A automatização de processos que possuem atividades repetitivas resulta em uma redução de custos relacionado à mão de obra. Desse modo, seus colaboradores podem ser redirecionados para tarefas que demandem inteligência e criatividade e que tenham funções estratégicas para o negócio.

Redução de falhas nos processos

As tarefas repetitivas são as mais sensíveis aos erros humanos, pois levam ao estresse e à falta de atenção — por mais dedicado que seu funcionário seja. Deixá-las para as máquinas, que nunca se cansam mesmo trabalhando 24 horas por dia, garante uma taxa de erro próxima de 0%.

Agilidade de entrega

Como foi visto no exemplo acima, a automação é capaz de agilizar significativamente vários processos. Como as máquinas não precisam parar para repousar, elas podem entregar seus produtos mais rapidamente.

Como escolher uma empresa especializada no assunto?

O primeiro passo deve ser escolher uma fábrica de aplicações que fale a sua língua. Ou seja, você deve sentir a segurança de que ela compreende suas necessidades claramente sem impor uma posição. Afinal, não adianta oferecer um produto/serviço que não você domine.

O fornecedor deve oferecer uma solução que tenha a capacidade de integração com os principais fabricantes de softwares e que seja homologada por eles para fazer a implementação. Além disso, deve haver uma equipe capacitada, com domínio e experiência em projetos dessa natureza.

É justamente esse nível de serviço que a FábricaDS trabalha, sendo fornecedora homologada da VMware e da Red HAT. Portanto, se você tem um ambiente de virtualização da VMware a plataforma já vai ser integrada com essas máquinas virtuais. Isso torna a implementação muito mais simples.

Por outro lado, se você já tem máquinas virtuais da Red Hat, é muito melhor obter a ferramenta dela para a automação. No geral, a automação de TI das duas é compatível, o que vai diferenciar é o quão integrada ao resto do ambiente essas soluções vão estar. Ou seja, uma fábrica de software ideal vai analisar as suas ferramentas atuais para escolher um processo de implementação menos doloroso e mais rápido.

Quer entender melhor como a automação de TI da FábricaDS pode ajudar no seu negócio? Então, entre em contato conosco agora mesmo.


Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up