DevOps

Saiba quais são as tendências de cloud para os próximos anos

dezembro 20, 2018
Tempo de leitura 6 min

computação em nuvem tem avançado a passos largos nos últimos anos, pois permitiu que as empresas pudessem contratar funcionalidades importantíssimas a um custo reduzido. Além disso, as tendências para cloud nos próximos anos prometem levar o seu negócio a patamares de eficiência inéditos.

Isso porque a tecnologia da informação vem fornecendo novas ferramentas, como a Internet das Coisas (IoT) e a Inteligência Artificial (AI), e exigindo, cada vez mais, integração entre elas.

Portanto, a nuvem se torna o veículo perfeito para transmitir e armazenar informações e serviços de software. Quer entender um pouco mais esse cenário? Então, não deixe de ler o nosso post!

Quais são as tendências de cloud para os próximos anos?

Crescimento do número de soluções e serviços

O crescimento do setor nos próximos anos será gigante. Isso será excelente para o seu negócio por dois motivos principais. Primeiramente, à medida que a competição no setor cresce, o preço dos serviços de software (SaaS) vai ficando mais baixo, além de aumentar a qualidade e trazer cada vez mais funcionalidades.

Caso a sua empresa também ofereça algum tipo de solução em nuvem, você terá um mercado superaquecido, capaz de superar uma concorrência maior. A seguir, estão os números que mostram o que estamos falando:

  • de acordo com a Bain & Company, a nuvem como um serviço baseado em assinatura provavelmente crescerá 18% até 2020;
  • as plataformas, como serviços (PaaS), ERP e CRM em nuvem, devem crescer 56% até 2019, ou seja, todos os seus concorrentes provavelmente adotarão alguma dessas ferramentas no futuro próximo;
  • finalmente, o mercado de infraestrutura como serviço (IaaS), que é a substituição de servidores e grandes processadores corporativos físicos na empresa por cloud computing, terá um faturamento de US$ 72,4 bilhões até 2020 em todo o mundo, na expectativa da maior consultoria de tecnologia americana, a Gartner.

Desse modo, espera-se que o cloud computing domine praticamente todo o mercado corporativo e, assim, provavelmente toda empresa terá algum serviço na nuvem nos próximos anos.

Portanto, se você quer ganhar competitividade com redução de custos e aumento de eficiência, é necessário investir nessa tecnologia o quanto antes.

Valorização das nuvens híbridas

Para entender esse conceito, você precisa saber diferenciar a nuvem pública da privada. A primeira pertence a uma empresa que presta os seus serviços de armazenagem e computação a outras por meio da terceirização.

Portanto, toda a infraestrutura, o hardware e os softwares são propriedades delas. Com isso, a sua empresa não tem nenhum controle direto sobre elas e compartilha toda essa estrutura com outros contratantes.

Já a privada pertence a sua empresa e todos os recursos de computação são utilizados apenas internamente. Nesse caso, há duas possibilidades:

  • instalar o data center dentro do próprio estabelecimento, o que demandará a instalação de servidores e uma equipe de TI local;
  • contratar um serviço de data center terceirizado, com toda a infraestrutura oferecida por outra empresa no modelo de IaaS. Assim, apesar de não possuir os equipamentos físicos, o provedor dedicará um servidor exclusivo para você, o que aumenta a segurança e a eficiência.

Assim, ao contratar algum serviço de cloud computing híbrido, você está contratando uma parte dele em um ambiente público e outra no privado, colhendo os benefícios de cada modalidade.

Geralmente, o primeiro tem mais ferramentas e um custo menor, ou seja, você pode utilizar para grande parte dos processos cotidianos da sua empresa, como em plataformas de gestão. Já o segundo é ideal para armazenar os dados mais sensíveis, como os financeiros e bancários.

Integração entre AI e a nuvem

A relação entre Inteligência Artificial e cloud computing é muito interessante, pois essas tecnologias podem contribuir mutuamente para o crescimento.

Geralmente, as ferramentas mais avançadas de AI demandam muita capacidade de processamento, o que gera a necessidade de um hardware cada vez mais caro.

No entanto, por meio da nuvem, é possível criar robôs de AI que utilizam um pouco do processamento de cada computador da sua empresa, dispensando a compra de equipamentos caros e de alta performance.

Além disso, espera-se que surja um novo ramo de cloud computing, a Inteligência Artificial como Serviço, ou simplesmente IAaaS.

Com isso, em vez de instalar os robôs (os de processos empresariais (RPA), relacionamento com o cliente (chatbots) e análise de Big Data), você poderá contratar esses serviços sem precisar instalar praticamente nenhuma infraestrutura adicional de TI na sua empresa.

Por fim, a Inteligência Artificial será capaz de melhorar a qualidade da nuvem, principalmente em relação à segurança. Afinal, o aprendizado da máquina é muito eficaz em identificar padrões e extrapolar as conclusões.

Desse modo, é possível identificar ataques cibernéticos mais rapidamente, pois não apenas verificam o código malicioso, mas também avaliam as modificações que esses códigos tentam realizar no sistema.

Integração entre IoT e cloud computing

Os dispositivos de IoT estão cada vez mais presentes na vida das pessoas e das empresas. Portanto, eles são uma tendência certa no futuro da cloud computing.

Atualmente, os produtos de IoT já são dependentes da nuvem para um funcionamento adequado. O próximo passo vai ser coletar esses dados sem ferir a privacidade dos usuários, gerando informações úteis sobre os seus hábitos.

É justamente por esse motivo que muitas empresas já têm ofertado, até mesmo de graça, algumas funcionalidades de IoT para os clientes, seja em seus produtos eletrônicos sejam em produtos tradicionais, como eletrodomésticos e carros.

Tudo isso gera um volume de dados sobre o comportamento dos consumidores, que é armazenado na nuvem. Dessa maneira, as empresas poderão criar melhores estratégias de marketing, produtos mais segmentados etc.

Portanto, as tendências para cloud nos próximos anos revolucionarão o modelo de negócio de várias empresas, pois permitirá novas funcionalidades e uma maior integração entre as mais diversas ferramentas.

Além disso, seu crescimento acelerado atingirá também os seus concorrentes e, se você adiar a implementação da nuvem, perderá uma grande vantagem competitiva.

Quer continuar recebendo as dicas e informações mais importantes sobre as novidades da tecnologia da informação e sua importância para os negócios? Então, não deixe de assinar nossa newsletter!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up